Tags

, ,

Parecem-me impossível que se queira referendar uma questão como esta. Que diferença é que faz à sociedade portuguesa que dois homens se queiram casar? Corre-se o risco do não ganhar e fazermos todos figura de palermas, um país de maioria homofóbica. Porque nada mais está em causa. Não há aqui nenhuma questão moral ou ética, apenas o direito de duas pessoas serem felizes, nada mais. A única falha ética é deixar nas mãos de ignorantes e insensíveis uma questão como esta. E não me venham com tretas, muita gente discute isto com base em argumentos dogmáticos.

O PS rejeitou a proposta de referendo argumentando que não é matéria referendável, e fez muito bem. Depois aparecem estes tipos a fazer afirmações destas:

“…o casamento entre pessoas do mesmo sexo uma «matéria típica de referendo», dado cruzar diferentes posições que não têm directamente a ver com alinhamentos político-partidários, tal como o aborto.”

O que me preocupam é que pessoas que dizem isto estão no poder ou têm muita influência. O que é que o casamento homossexual tem a ver com o aborto? E já essa questão do aborto foi muito mal discutida. For marcadamente religiosa. E esta também vai ser.