Tags

, , ,

Cinismos à parte, mas da Cimeira de Copenhaga não se esperavam milagres. Um acordo entre todos os países em prol do ambiente? Era pedir um bocado demais. Um acordo entre todos os países sobre seja lá o que for? Podíamos começar por aqui.

Vamos ser honestos e frontais, o que está aqui em causa é muito dinheiro e interesses económicos. Ou se encontra uma solução miraculosa ou as pessoas terão de  perceber que terão de fazer sacrifícios para salvar o planeta. Estamos dispostos a isso? Temos possibilidade para o fazer? Os países pobres têm problemas sociais graves de fome, essa é legitimamente a sua maior preocupação. No entanto em Copenhaga mostraram abertura para chegar a um acordo, porque eles serão dos que mais sofrerão com as alterações climáticas.

O que é que o título deste post, “À portuguesa!”, tem a ver com o assunto? Muito simples. Porque é uma característica muito marcante do povo português em só pensar resolver os problemas depois de eles acontecerem. E lá estou com o “só neste país”…Foi o que aconteceu em Copenhaga, estamos a procurar soluções para problemas que ainda virão, e isso é muito pouco convincente para os lideres políticos. Será necessária uma catástrofe para que o “click” seja ouvido na mente das pessoas? Em Copenhaga não senti essa urgência. Aliás, acho que não ficou claro para toda a gente, apesar das provas científicas. Essas terão de ser cabais. Não pode haver dúvidas.

O acordo que saiu desta cimeira foi resolvido entre meia dúzia de países. Eram cerca de 190 e apenas 30 estavam de acordo com o texto. Isto é preocupante. Não acredito num futuro sem entendimento. Promessas de dinheiro não chegam. Tem de haver comprometimento. Isso não aconteceu. Estamos muito longe de nos entendermos, há muita coisa em causa. A fractura entre ricos e pobres é muito grande. Um acordo global é do domínio da ficção cientifica.

ps: Mais um cartoon do Rodrigo, no Humoral da História e no Capital de Risco do Expresso. Eu estou sempre a utilizar estes cartoons, e aconselho a visita ao seu site, pois é um cartonista excelente.