Tags

, , , ,

Tal como todos os outros humanos, não fazes a mínima ideia, pois não? É bem melhor admitir a ignorância, do que escrever livros com grandes divagações, uma mente admirável, não ouso por em causa, mas estas “cambalhotas” no raciocino….

“Stephen Hawking afirma que o Big Bang – a grande explosão que originou o mundo – terá sido uma consequência inevitável das leis da física(…)

No novo livro, intitulado “O Grande Desígnio” e que estará à venda a partir de 09 de setembro, precisamente uma semana antes da visita do papa Bento XVI à Grã-Bretanha, o astrofísico sustenta que a ciência moderna não deixa lugar à existência de um Deus criador do Universo.

O cientista considera que a prova que sustenta o seu argumento é o facto de ter sido observado, em 1992, um planeta que girava em torno de uma estrela distinta do sol.

Hawking alega que essa observação comprova a possibilidade de existirem outros planetas e universos o que significa, em seu entender, que se a intenção de Deus seria criar o Homem, estão os restantes universos seriam redundantes” (No I).

WTF?! Deve haver qualquer coisa que me escapa, na parte de planetas a girar à volta de outra estrelas, que não o Sol, ou na hipotética intenção de Deus. Sinceramente não vejo ponta por onde pegar, isto deve estar muito descontextualizado.

Bem, esteve o físico português Carlos Fiolhais ao admitir aquilo que nós sabemos, no “5 para a meia-noite”.

Adenda

Hoje de manhã, li mais um artigo sobre este assunto, e tinha algumas declarações de padres ingleses. Uma delas manda qualquer um ao tapete.

“A ciência desarticula as coisas para ver como funcionam. A religião junta-as para ver o que significam.” (No DN)