Tags

, , , , , , , , ,

Sobre a atribuição do prémio Nobel da Paz deste ano, o PCP divulga o seguinte comunicado na sua página:

“A decisão da atribuição do Prémio Nobel da Paz a Liu Xiaobo – inseparável das pressões económicas e políticas dos EUA à República Popular da China – é, na linha da atribuição do Prémio Nobel da Paz de 2009 ao Presidente dos EUA, Barack Obama, mais um golpe na credibilidade de um galardão que deveria contribuir para a afirmação dos valores da paz, da solidariedade e da amizade entre os povos.”

Não tenho dúvidas da conotação política, até porque quem atribuiu o prémio tinha o objectivo de alertar, mais uma vez, para a “amizade entre os povos” que existe na China. Um país, onde pessoas são presas por defenderem a liberdade de expressão, “Ah bandidos subversivos!”, uma bandeira tantas vezes hasteada pelo PC.

O vosso sistema não funciona. O comunismo falhou sempre. Temos de ser pragmáticos. Defender os ideais com veemência é uma virtude, e tenho simpatia com a esquerda por isso,  acreditar em regimes que, invariavelmente, restringem de forma grosseira as liberdades individuais,  tem uma conotação mais religiosa do que política.

Assobiar para o lado quando se fala em Estaline, Lenine, Mao Tsé-Tung e outros camaradas, não vos dá grande credibilidade.Dou o braço a torcer, quando acusam a UE de hipocrisia, ao dar estas “facadas” politicas à China e manter relações comerciais muita proveitosas com o mesmo país. Certamente que um embargo económico teria consequências nefastas para o povo chinês, seria uma irresponsabilidade. É o problema de se defenderam causas, facilmente nos tornamos vítimas da nossa crença, e vocês sabem bem o que isso é.

Já agora, publiquem um comunicado sobre as declarações do vosso ilustre camarada Fidel, sobre o justíssimo modelo económico comunista “Já não funciona nem para nós”, disse ele. Está completamente gagá, o velhadas.