Tags

,

Não costumo fazer balanços anuais, mas este ano muita coisa mudou na minha vida. Perdem-se demasiadas horas antes de adormecer, a desejar que o dia de amanhã seja melhor, que o simples despertar nos dê mais força.

Não vai ser uma data que me vai motivar a tomar grandes decisões, porque se fossem as datas que mudassem o rumo das nossas vidas, tínhamos um calendário no lugar do coração.

Continuarei a ser genuinamente sincero, mas talvez deva limar as arestas vincadas da sinceridade. Aquele lugar que faz fronteira com a mentira.