Tags

, , , , , , , , ,

Mike Mangini, a name to remember.

Os vídeos abaixo, são 3 partes de um documentário que relata o processo de audição de vários bateristas, para substituírem o Mike Portnoy. Antes de mais , há algo que salta imediatamente à vista no documentário, o profissionalismo e o nível musical dos Dream Theater, a “química” entre os elementos da banda parece algo que só acontece quando as pessoas certas se juntam, mais do que a qualidade musical, são pessoas que “falam” música e sabem comunicar nessa linguagem.

A audição foi dividida em 3 partes: uma jam session; interpretar 3 temas muito complexos dos DT; e a última parte em que os DT “atiram” alguns riffs com fórmulas de compasso muito estranhas, avaliando a capacidade dos bateristas para compreender a música, tal como se estivessem num estúdio a compor.

Na apresentação do baterista brasileiro Aquiles Priester, esqueceram-se de mencionar que pertenceu aos Angra. Foi pena que a audição dele não tivesse corrido muito bem. Não parecia muito à vontade, mas é muito bom baterista, por alguma razão foi convidado a fazer a audição. A concorrência era fortíssima, e venceu o melhor. Mike Mangini, sente a música com uma intensidade que fez a diferença. Em Junho lá estarei para ver.