Tags

, ,

Há muito tempo que esperava uma série sobre fantasia com uma produção deste nível, tem tudo, conspirações  e segredos, o norte frio e o sul solarengo, as árvores debruçadas sobre os lagos no meio da florestas, príncipes e princesas, cavaleiros, sangue e lendas, os olhares que revelam histórias e desconfianças, excelente música, e cenários dignos de filmes. Não estou a exagerar, a produção é outro nível completamente diferente no género, no que diz respeito a séries.

Em relação à história, foi escrita por um dos mais aclamados autores de fantasia,  Gorge R. R. Martin. O pouco que li, excertos da série Game Of Thrones, consigo encontrar na série. Acho que os leitores não se sentirão desiludidos, salvaguardando sempre a distância pessoal que via de um livro par um filme. O espaço para o nosso imaginário é mais alargado nas palavras.

A série não é superficial, no que diz respeito a violência e erotismo. Por exemplo, no Senhor dos Anéis, os bebés deviam ser trazidos por cegonhas,   o pico de sensualidade foram umas lágrimas da Liv Taylor e o olhar desarmante da Cate Blanchett. No Game of Thrones procura-se explorar todas as emoções, doseando a fantasia.