Tags

, ,

Este blog tem sobrevivido à custa de erráticos posts, não acho que cause um grande sentimento de perda na vida de alguém, mas perturba-me constatar,  sempre que escrevo qualquer coisa é sobre assuntos particularmente mesquinhos. Desta vez é a campanha eleitoral.

Já repararam que na recta final das campanhas, os políticos berram como putos mimados que querem comer o pudim antes da refeição? É em alturas de tensão que a personalidade se revela em bruto, sem o polimento que a calma permite.

Aquelas pessoas que  se manifestaram em Faro na Quinta-feira, fizeram-no a mando de outro partido. Esta é a teoria do PS. Eu acho que deviam integrar o Michael Moore nas listas do partido.

Na cabeça daquela gente é impossível conceber que haja pessoas que estejam contra a política do governo, que pensem de forma diferente, ter+a de ser uma cabala orquestrada por quem quer tomar o poder. Houve uma altura que pensei, na minha inocência, que isto seria aquela arrogância típica dos partidos de  esquerda,  a irritante tendência de se acharem os donos das grandes causas e da moral, mas depois cresci, e percebi que é apenas uma tentativa infantil de confundir e desviar os assuntos.