Tags

, , , , ,

Não, não tem a ver com o jogo de hoje, trata-se do discurso de António de Sampaio da Nóvoa, reitor da Universidade de Lisboa, durante as comemorações do 10 de Junho.

Um belo discurso, uma fuga elegante aos clichés habituais, ao patriostismo saloio evocando imagens fantasistas de um país imaginário saído da alma de um grande poeta. Foi um discurso de patriotismo consciente, realista,  ambicioso, relevando o conhecimento e a educação como fundamentais no nosso futuro, pessoal e colectivo.

Discurso transcrito aqui.